Informe-se sobre Jogo Responsável antes de se registar uma casa de apostas

A crescente popularidade das casas de apostas online em Portugal é fruto de uma regulação do setor e de uma aceitação da grande maioria da população desta área de entretenimento e de lazer na internet.

Qualquer pessoa com mais de 18 anos pode hoje em dia criar uma conta de jogador em qualquer das casas de apostas licenciadas em Portugal, sejam elas casinos virtuais ou operadores de apostas desportivas, e começar desde logo a jogar a dinheiro. Mas é importante ter em atenção o conceito de Jogo Responsável para não cair facilmente em adições.

É conhecido que um dos efeitos do jogo online em apostadores menos avisados pode ser a adição, o descontrolo emocional e financeiro nas apostas que fazemos pela internet. É para combater essa situação que todas as casas de apostas licenciadas oferecem ferramentas e informação sobre Jogo Responsável, mas em última análise cabe sempre ao jogador avaliar a sua própria situação e adotar comportamentos corretos quando investe dinheiro em desportos ou casino para se divertir.

Jogo Responsável significa fazer apostas a dinheiro na internet de uma forma controlada, regrada, e sempre com o objetivo de nos divertimos e não de retirar lucros. Para jogar de forma responsável há que estar informado sobre as probabilidades de ganhar ou perder em determinada aposta ou máquina virtual, saber quanto dinheiro está disposto a perder e não investir mais do que esse montante, e acima de tudo fazer uma autoavaliação permanente e saber parar quando o jogo deixa de dar prazer.

Quais são as boas práticas do Jogo Responsável?

Um jogador responsável é consciente dos riscos implicados nos jogos de fortuna e azar, agindo em conformidade para se proteger e continuar sempre a encarar o jogo a dinheiro como uma forma de diversão.

Ele sabe, por exemplo, quais são as características dos jogos ou apostas em que decide investir dinheiro; sabe que o jogo online serve para se divertir e não para ganhar dinheiro ou como escape de problemas pessoais; não permite que o jogo afete as suas relações ou responsabilidades do quotidiano; e sabe que no longo prazo é pouco provável ter lucros que resultem das suas apostas.

Há algumas boas práticas de Jogo Responsável que deve adotar para se enquadrar neste perfil de jogador:

  • Deve decidir antecipadamente quanto dinheiro está disposto a investir em jogo online, não ultrapassando os seus limites;
  • Estabeleça um limite de tempo diário para jogar online, e faça-o sempre com moderação;
  • Jogue para se divertir e não para ganhar dinheiro;
  • Tome note do tempo e dinheiro despendidos a cada dia ou sessão de jogo;
  • Aceite que não pode controlar o resultado das suas apostas, e que elas dependem sempre de sorte;
  • Faça intervalos regulares quando joga e mantenha-se emocionalmente equilibrado (não jogue se estiver com sono, sob o efeito de substâncias alteradoras do humor e de estados de consciência, ou se estiver irritado, frustrado, ou angustiado);
  • Use sempre o seu próprio dinheiro para jogar, e não gaste mais do que estaria disposto com qualquer outra atividade de lazer (para assistir a um concerto, cinema, ou peça de teatro);
  • Saiba parar quando o jogo deixa de lhe dar prazer.

Faça um teste autoavaliação e consulte um especialista se tiver potencial de adição

Listamos de seguida uma série de 10 perguntas sobre comportamentos de jogo que podem indiciar potencial de adição. Nenhuma delas identifica claramente um perfil de jogador com maus hábitos ou comportamentos aditivos, no entanto, a resposta afirmativa a pelo menos uma questão deverá levá-lo a uma reflexão sobre os seus hábitos de jogo. Em último caso, se sentir que de facto pode ter problemas de jogo, considere aconselhar-se gratuitamente com um profissional de saúde através de uma linha pública que lida com adições.

  1. Só se sente estimulado a fazer apostas de altas quantias?
  2. Sente-se irritado se tem de parar de jogar por algum motivo?
  3. Costuma pensar em jogo online ao longo do dia, várias vezes por semana, mesmo quando não está a jogar?
  4. Já fez várias tentativas falhadas para deixar de jogar?
  5. Costuma jogar quando se sente deprimido, irritado ou ansioso?
  6. Já pediu dinheiro emprestado para poder jogar?
  7. Já deixou de cumprir com obrigações pessoais ou profissionais por causa do jogo?
  8. Sonha um dia vir a ganhar muito dinheiro, ou ficar rico, através das suas apostas?
  9. Acha que a sorte protege os audazes no jogo online?
  10. Sente-se inibido em falar sobre os seus hábitos de jogo com amigos ou familiares?

Se respondeu afirmativamente a pelo menos uma das questões apresentadas, talvez queira refletir sobre os seus hábitos de jogo. A Linha Vida é um meio do Ministério da Saúde, confidencial, profissional e gratuito, de receber aconselhamento em adições, nomeadamente adições de jogo.

Para entrar em contacto, telefone para o: 1414 (disponível nos dias úteis, das 10h às 18h); ou envie um email para: 1414@sicad.min-saude.pt.

Ative mecanismo de Autoexclusão e outros para se proteger

O Jogo Responsável é uma atitude que o jogador deve adotar em consciência e total liberdade, mas os vários operadores licenciados com serviços de jogo online também disponibilizam ferramentas de controlo de jogo e que promovem esta atitude. Acedendo à sua conta de jogador num determinado operador onde esteja registado, ou alternativamente enviando um email para o serviço de Apoio ao Cliente, poderá definir limites de apostas, de tempo, e ativar o mecanismo de Autoexclusão caso ultrapasse todos os seus limites.

A maior vantagem da Autoexclusão é que poderá definir de antemão, com a cabeça fria e racionalmente, quais são as suas linhas vermelhas enquanto jogador, ou seja: quanto dinheiro no máximo está disposto a gastar e a partir de que momento se quer autoimpor uma pausa obrigatória no jogo.

A Autoexclusão é assim uma espécie de “botão de pânico” que é acionado sempre que o seu jogo se torna impulsivo, ultrapassa os seus próprios limites e se descontrola. Assim que o período de Autoexclusão entra em vigor, poderá ser obrigado a uma pausa de vários meses antes de lhe ser dado acesso novamente aos serviços da casa de apostas em questão.

Seja como for, poderá sempre entrar em contacto com o serviço de Apoio ao Cliente de um operador de jogos online seja para ativar ou para desativar a funcionalidade de Autoexclusão.